Doenças Relacionadas a Má Alimentação

Todos estamos fartos de saber que a má alimentação, aliada ao sedentarismo é responsável pelo aumento do número de pessoas doentes em todo o mundo e isso é bastante sério. Atualmente homens e mulheres jovens estão enfartando, o que antes era privilégio apenas de senhores que se dedicavam a uma vida boêmia.

O que nós queremos é ganhar tempo a todo custo, por isso nos fartamos de fast food, comida congelada, salgadinhos e tudo o mais, porque perdemos tempo demais no trânsito, nas filas de banco e tudo o mais. Mas nessa ânsia de ganhar tempo acabamos perdendo a saúde, e por mais que tenhamos sidos alertados quanto a isso, somente mudamos nossos hábitos ruins a partir do momento de algo nos acontece.

O bom é que há pessoas que podem ainda rever seus hábitos e procuram uma vida mais tranquila e saudável, mas para outros essa decisão nem pode ser tomada, pois não tiveram tempo para isso. Então, para alertar pais, mães, filhos, esposas, maridos e amigos, vamos apontar algumas doenças que estão relacionadas à má alimentação e o que fazer para livrar-se delas.

Doenças Relacionadas à Má Alimentação

Nos tempos atuais, especialmente em razão da vida agitada que todos levamos, grande parte deixa de lado a preocupação com a alimentação. O assunto só é verdadeiramente lembrado quando aparece algum tipo de doença e assim, nos vemos obrigados a fazer uma alimentação mais saudável.

Mas não é somente isso que faz para a saúde, o ato de pular refeições, se alimentar de comidas cheias de molhos e gorduras, consumir alimentos em excesso, especialmente os industrializados e ainda outras situações do gênero, minam os nutrientes consumidos, que são todos aqueles necessários para que tenhamos um bom funcionamento do organismo, o que culmina num problema de saúde. 

Observe logo abaixo, algumas doenças que são oriundas da má alimentação:

Colesterol Alto

O aumento do nível do colesterol no sangue pode vir a causar o bloqueio das artérias e veias do corpo, levando ao derrame e ao infarto. O colesterol em nosso organismo vem de duas formas: do próprio organismo e ainda através dos alimentos que são ingeridos.

Ele é produzido no organismo através do fígado, e aquele que vem da alimentação está contido especialmente em alimentos como: leite integral, margarina, manteiga, bacon, creme de leite, queijos amarelos, e tudo o mais que possui origem animal. Ingerir estes alimentos em grande quantidade pode aumentar os níveis de colesterol na circulação sanguínea.

Como forma de tratamento e prevenção desta doença é fundamental que se tenha uma alimentação bastante equilibrada, que se procure evitar o consumo exagerado de alimentos gordurosos, também deixar de lado os alimentos industrializados que são repletos de gordura trans e acrescentar na dieta os alimentos que sejam ricos em fibras, aliados à atividade física regular. 

Obesidade

A obesidade é uma doença cuja principal característica é o acúmulo exagerado de gordura no corpo, sempre ligado a diversos problemas de saúde. Há diversas causas para a obesidade, dentre elas podemos salientar os fatores ambientais, genéticos e psicológicos.

Dentre os fatores ambientais podemos citar o consumo exagerado de alimentação calórica e, em contrapartida, a redução no gasto de energia, que precisam ser mudados para que haja um controle da doença.

Para que consiga tratar adequadamente a obesidade é de suma importância que se tenha uma diminuição no consumo de calorias, mudar os hábitos alimentares tornando-os mais saudáveis, e buscar uma melhor qualidade de vida, o que compreende a prática regular de atividade física. Seguindo esse caminho é possível se obter resultados excelentes e muito satisfatórios. 

Gastrite

A gastrite nada mais é que uma inflamação da mucosa estomacal, que pode ser separada em de duas formas: crônica e aguda. Nos casos que a pessoa sofre de gastrite crônica, a causa mais comum dela é uma infecção gerada através da bactéria helicobacter pylori.

Porém, ainda pode acontecer em razão de fatores hereditários e ainda por conta de má alimentação, stress, má alimentação, especialmente quando se faz poucas refeições no decorrer do dia ou ainda aquelas que privilegiam uma quantidade exagerada de alimentos de uma única vez.

O tratamento e a prevenção desta doença estão ligados diretamente à alimentação. É importante para isso que tenha uma alimentação bastante balanceada e também fracionada, ou seja, se alimentar em mais vezes durante o dia, porém, em pequenas quantidades.

Tire fora da sua alimentação todos os alimentos que podem ocasionar desconforto e promover a irritação da mucosa especialmente frituras em geral, bebidas que tenham cafeína em sua composição, doces, bebidas alcoólicas, bebidas gaseificadas, alimentos ácidos e ainda aqueles que sejam condimentados demais. 

Hipertensão

A hipertensão acontece sempre que os níveis de pressão arterial estão se acima dos valores de segurança para as pessoas em geral. Podemos apontar diversas causas para a hipertensão e, dentre elas estão o consumo excessivo de álcool, a obesidade, o consumo em excesso de sal o sedentarismo, tabagismo, e ainda o fator hereditário, que também pode fazer toda a diferença. Esta doença acabou se tornando um dos mais importantes fatores de risco para os problemas cardiovasculares.

Assim como as outras doenças citadas, para manter o controle da pressão arterial é importante que se tenha uma alimentação bastante balanceada, que se pratique exercícios físicos e que se diminua consideravelmente o consumo de sódio, o que compreende os alimentos ricos em sódio e o sal no preparo da alimentação. Todos os alimentos prontos, industrializados têm um alto teor de sódio em sua composição. 

Diabetes

É uma doença cuja característica principal é a produção insuficiente ou falta de produção de insulina, que faz gera o aumento da taxa de glicose na circulação sanguínea. Já a diabetes, chamada de tipo II pode estar ligada à obesidade e ao excesso de peso.

Pessoas que sejam portadoras de diabetes precisam ter um acompanhamento constante feito a partir de um profissional de saúde capacitado para montar um cardápio de acordo à realidade do paciente, sendo importante o controle da ingestão de carboidratos, aliado a uma reeducação alimentar, além, é claro, da prática constante de exercícios físicos.

Na alimentação temos nossa fonte de saúde e ainda nossa fonte de doenças, cada um escolhe o caminho que lhe é mais agradável. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • muito legal queria ver mais sites assim!!!:)
    valeu ;partiu obrigada

    eduarda 26 de março de 2014 1:13
  • Eu qeria saber mais sobre esse caso é para uma prova

    julia 16 de setembro de 2014 14:40
  • Qeria saber mais sobre esse caso é para uma prova de ciencias

    julia 16 de setembro de 2014 14:43
  • Essa ma alimentacao causa qe tipo de doenca?

    julia 16 de setembro de 2014 14:46
  • olá queria ver e saber mais sobre doençãs

    darci eliana 16 de outubro de 2014 22:52
  • muito bom, queria saber mais sobre a má alimentação

    bruno bortolini 12 de maio de 2015 0:52

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *