Hérnia Inguinal nas Crianças

A hérnia acontece quando os músculos da parede abdominal, por motivos diversos, não conseguem manter as vísceras em seu lugar e elas saem para fora, criando uma saliência, também pode acontecer no saco peritoneal. Existem diversos tipos de hérnias, as mais freqüentes são as hérnias epigástricas, as hérnias inguinais diretas ou indiretas, e as hérnias paraumbilicais ou umbilicais. A cirurgia de hérnia é muito comum, sendo um dos procedimentos cirúrgicos mais realizados no mundo e, sendo uma cirurgia de porte médio, tem elevados índices de sucesso. Diferente do que se pensa as hérnias também podem aparecer em crianças e recém-nascidos, sendo nesse caso as hérnias inguinais indiretas. Nesse artigo nos vamos tratar desse tipo de hérnia.

O que são Hérnias Inguinais

75% dos casos de hérnia abdominal em adultos ou crianças são de hérnias inguinais, que são as hérnias que acontecem na virilha ou ainda na bolsa escrotal – saco -, do homem ou menino. De 1 até 5% das crianças apresentam problemas de hérnia inguinal, sendo muito mais comum nos meninos do que nas meninas. Os pais ou pediatras percebem a presença da hérnia normalmente quando a criança refere dor na região, e uma pequena saliência local aparece quando a criança tosse, chora, evacua ou ainda espirra.

A Formação das Hérnias Inguinais nos Meninos

Os genitais masculino do feto, formam-se dentro do abdômen e durante o 7º e 8º mês de gestação eles devem descer formando um canal através do qual os testículos vão descer até o saco escrotal. Normalmente este canal deverá cicatrizar até o nascimento, quando isso não acontece esse canal permite a saída das vísceras, ou seja, do intestino, do abdômen em direção ao escroto. Nas meninas o processo é semelhante e o túnel se forma para permitir a passagem de um ligamento até os grandes lábios, no entanto o aparecimento das hérnias inguinais é muito mais comum em meninos do que em meninas.

Necessidade de Cirurgia e Quando deve ser Realizada

Em todos os casos em que a hérnia inguinal for diagnosticada, o paciente deverá se submeter a cirurgia, pois a hérnia prejudica o desenvolvimento normal da criança e causa riscos a sua saúde. A hérnia impede a realização de esportes, causa dor, com o tempo prejudica o desenvolvimento dos testículos, e a permanência de parte do intestino nesse canal traz o risco de entrangulamento da hérnia, com risco de vida para a criança. A cirurgia deve ser realizada assim que a criança tenha condições de se submeter ao procedimento, a não ser quando pese menos que 2 quilos ou tenha algum problema de saúde que impeça a cirurgia. É uma cirurgia relativamente simples e em muitos casos o pequeno paciente volta para casa no mesmo dia.

Cirurgia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>