Causas da Deficiência Visual

Definição

Causas da Deficiência Visual

Causas da Deficiência Visual

Entende-se pelo termo deficiência visual quando há um situação irreversível de redução da resposta da visão, decorrente de causas congênitas ou hereditárias, mesmo depois da pessoa se submeter a tratamento clínico ou cirúrgico, ou usar óculos para correção. Essa redução da resposta visual é variável, podendo ser leve, moderada, severa ou profunda ( Que compreende o grupo de indivíduos com baixa visão ou visão subnormal) e ausência total da visão, no caso da cegueira.

Visão Subnormal

De acordo com a Organização Mundial de Saúde(OMS), a pessoa com visão subnormal ou baixa visão, apresenta redução das respostas visuais, mesmo após se submeter a tratamentos ou cirurgias para correção óptica, apresentando uma acuidade visual menor que 6/8 à percepção da luz ou ainda um campo visual inferior a dez graus de um ponto de fixação, mas ainda consegue utilizar sua visão para planejar ou executar alguma atividade.

Tipos de Deficiência Visual

Tipos

Tipos

No ano de 1976, um estudo produzido por Barraga, distinguiu somente três tipos de deficiência Visual: Cegos – alguns tem somente a percepção da luminosidade, e outros não apresentam nenhuma visão, precisando utilizarem o método Braille para aprenderem a se comunicarem; Os Portadores de Visão Parcial – Apresentam limitações quando estão longe de objetos, mas conseguem vê-los quando estão a poucos centímetros, ou no máximo a meio metro longe deles; Os Portadores de Visão Reduzida – São indivíduos que podem ter seu problema visual corrigido por lentes ou procedimentos cirúrgicos.

Causas Freqüentes da Deficiência Visual

Causas Congênitas

Retinopatia em virtude de parto prematuro, causando uma imaturidade na retina ou excesso de oxigênio na incubadora; Catarata Congênita ( Por infecções na gestação) ou hereditária; Corioretinite decorrente de toxoplamose na gravidez; Glaucoma hereditário congênito ou por infecções; Degeneração da retina, atrofia óptica.

Causas Adquiridas

Segundo MEC/SEESP as causas adquiridas são originadas por doenças como descolamento de retina, diabetes, glaucoma, catarata, traumas na visão e degeneração por senilidade do indivíduo.

Prevenção

Visão

Visão

De acordo com especialistas, as causas originadas pela genética, como glaucoma, catarata e retinite, podem ser evitadas com um aconselhamento feito por um geneticista. As causas congênitas ocorrem quando há gravidez precoce, ou desnutrição da gestante,drogas em geral ou infecções no período gestacional. Há uma alta incidência de déficit visual, pela falta de vacinação, principalmente da rubéola, que é uma das causas mais freqüentes de catarata congênita em crianças.

É aconselhável toda mulher ser vacinada antes da gestação, pois no caso do vírus da rubéola por exemplo, ele atravessa a placenta modificando o processo de formação do embrião. Segundo o MEC/SEESP a prevenção depende da política pública, pois eles são repensáveis pela investigação das epidemias que devem ser evitadas na população.

Sintomas

Na fase infantil, o problema visual, muitas vezes não é percebido pelos responsáveis ou professores, sendo detectados somente quando há o nível de exigência do desempenho visual da criança, como quando aprendem a ler,por exemplo. No caso da cegueira, ela é facilmente observada e diagnosticada bem cedo.

Especialistas advertem que o diagnóstico precoce de qualquer problema visual, pode ser decisivo para o desenvolvimento do adulto, desde que haja condições adequadas à maturação das estruturas, otimizando o desempenho de suas potencialidades, e reduzindo as limitações pela incapacidade visual. Normalmente, é no ambiente escolar que esses aspectos podem ser melhores observados pelos professores, que devem encaminhar a criança imediatamente para diagnóstico e tratamento, além do acompanhamento clínico necessário.

Salete Dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>