Pílulas Anticoncepcionais

Conheça a história e curiosidades de um medicamente consumido por 100 milhões de mulheres ao redor do mundo

Pílulas Anticoncepcionais

Pílulas Anticoncepcionais

Uma gravidez é um passo importante na vida de uma pessoa, tanto que deve ser muito bem planejada para garantir que a criança tenha o ambiente necessário para seu desenvolvimento.
Para coibir a gravidez, os métodos utilizados são os mais diversos.

Embora o mais recomendado seja o uso do preservativo, é fato que muitas pessoas se descuidam e acabam se expondo aos riscos de doenças e de uma gravidez não desejada.

Um dos métodos mais utilizados atualmente é o uso da pílula anticoncepcional e píula do dia seguinte em outros casos, que além de impedir a concepção ainda possui algumas outras vantagens, como prevenir os sintomas da TPM, a cólica menstrual e até substâncias que dão uma força para os cabelos e a pele, dependendo da pílula.

O ideal segundo alguns médicos, é a utilização combinada de preservativo e pílula, evitando que a taxa de erro de algum dos métodos resulte em gravidez indesejada.

Conheça curiosidades relacionadas à pílula anticoncepcional

Métodos

Métodos

– Em 1968 a Igreja Católica (que na encíclica Casti Canubi de 1930, defendeu que o controle de natalidade é um pecado) condena o uso da pílula, na encíclica Humanae Vitae.

– Antes da invenção da pílula, os métodos contraceptivos mais utilizados nos Estados Unidos eram os preservativos e diafragmas. Ao todo, 200 milhões de dólares eram gastos por ano nestes métodos.

– O homem que é considerado o inventor da pílula é Gregory Pincus, que contou com o apoio de Margaret Sanger e o financiamento de Katharine McCormick.
Margaret Sanger era uma feminista que abriu a primeira clínica dos Estados Unidos destinada ao controle de natalidade, e Katharine McCormick, milionária que foi a segunda mulher formada no MIT – sigla em inglês para Instituto de Tecnologia de Massachussets.

– Até um filme sobre a pílula foi lançado em Hollywood. O filme se chamou “Prudência e Pílula” e foi lançado em 1968, estrelando Deborah Kerr e David Niven.

Lançamento da pílula

Pecado

Pecado

– O lançamento da pílula ocorreu no início da década de 60, mais precisamente em 11 de maio de 1960. A empresa Searle começou a comercializar o Enovid, e abriu caminho para outros produtos do gênero.
A pílula foi liberada pela Food and Drug Administration (FDA), e só chegou ao Brasil em 1962.

– A pílula foi abordada também em uma música de Odair José (“Uma vida só”, mais conhecida como “Pare de Tomar a Pílula”) lançada no ano de 1973.
A música foi proibida pela ditadura brasileira por fazer referência à sexualidade.

– Estudos para o lançamento de uma pílula masculina já estão sendo realizados, e outros estudos estão a caminho para tornar a pílula feminina ainda menos agressiva ao organismo.

Andressa Silva.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Medicina

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *