Quantos Dias a Pessoa Fica Com Dengue?

Apesar de ouvirmos falar sobre a Dengue com muita frequência, muitas pessoas ainda têm algumas dúvidas sobre essa doença, como quantos dias a pessoa fica com Dengue, como se prevenir, e coisas do tipo.

Por isso, no post de hoje, vamos falar mais sobre esse assunto, e aproveitar para esclarecermos as principais dúvidas que ainda surgem a esse respeito. Continue lendo e confira tudo aqui.

O Que é e Quantos Dias a Pessoa Fica Com Dengue?

A Dengue consiste em uma doença infecciosa, que é provocada pelo vírus transmitido pelo mosquito fêmea da espécie Aedes aegypti (DENV 1, 2, 3, 4 ou 5). Aqui no Brasil, existem os 4 primeiros desses citados, que são transmitidos por esse mosquito, principalmente, no período de chuva e no verão.

Com relação a quantos dias a pessoa fica com dengue, isso vai depender do tipo da doença a pessoa está, pois ela pode ser classificada de duas formas diferentes: dengue clássica e dengue hemorrágica. No caso da primeira, os sintomas costumam durar até 7 dias. E, no caso da dengue hemorrágica, a duração varia entre 7 e 10 dias.

Quais São os Tipos de Dengue e os Sintomas de Cada Um?

Existem, basicamente, dois tipos de Dengue: clássica e hemorrágica. Abaixo, nós iremos detalhar cada um dos dois tipos, suas características, sintomas e duração. Confira!

  • Dengue Clássica: em geral, os sintomas da dengue clássica duram 7 dias, aproximadamente, conforme o estado de saúde que se encontre o paciente antes de o mesmo adoecer.

Normalmente, os adultos mais saudáveis tendem a se recuperar entre 2 e 3 dias após adoecerem, uma vez que eles se encontram com o organismo mais fortalecido, e com mais condições de combater o vírus.

Porém, no caso das pessoas que se encontram com o sistema imunológico mais alterado, como as grávidas, as crianças, idosos, portadores de AIDS e quem está em tratamento contra o câncer, pode ser que os sintomas demorem mais para desaparecer.

Nesse caso, pode demorar até 12 dias. É preciso muito repouso, e se alimentar de uma forma mais adequada para ajudar no processo de cura da doença.

Para quem não sabe, a alimentação desempenha um papel muito importante na recuperação de pacientes com dengue. O ideal é comer alimentos ricos em ferro e proteína, pois eles ajudam a fortalecer o sistema imunológico e a evitar a anemia.

Assim como é importante consumir alimentos que ajudam a combater a dengue, também é necessário evitar outros alimentos que ajudam a aumentar a gravidade da doença. Por exemplo: frutas vermelhas e pimenta, pois eles elevam o risco de uma hemorragia, pois são fontes de salicilatos.

A alimentação e o repouso são fundamentais na recuperação de quem está com dengue. É preciso se alimentar com frequência, ingerir entre 2 e 3 litros de água por dia, para ficar bem hidratado, e fazer bastante repouso.

Podemos citar alguns alimentos mais indicados para quem tem anemia como, por exemplo, feijão, cacau em pó, ovos, beterraba e lentilha.

São exemplos de alimentos que devem ser evitados: amora, ameixa, limão, goiaba, laranja, morango, uva vermelha, cenoura, cebola, tomate, berinjela, ameixa seca, passas, nozes, amendoim com casca, pasta de tomate, cravo, hortelã, vinagre branco, mistura de ervas, alho em pó, cominho, cerveja, vinho branco, sucos de fruta naturais, vinho tinto, milho, óleo de coco, azeitonas, café, e etc.

  • Dengue Hemorrágica: a duração dos sintomas da Dengue Hemorrágica varia entre 7 e 10 dias. Quanto aos sinais de choque, eles podem começar entre 3 e 5 dias após o início dos sintomas, e consiste na fase mais grave desse tipo de dengue.

    Dengue Hemorrágica

    Dengue Hemorrágica

Os primeiros sintomas são bem semelhantes aos da dengue clássica. No entanto, eles são mais graves, uma vez que alteram a coagulação sanguínea. Esses pacientes costumam apresentar sangramento nasal, no sistema urinária, gengival, no útero e gastrointestinal.

Eles refletem o sangramento de pequenos vasos nos órgãos internos e também na pele do paciente.

Quando o caso é mais grave, a dengue pode levar a complicações como problemas no fígado, desidratação grave, problemas cardíacos, neurológicos e até respiratórios. É por isso que é necessário ficar bem atento aos sintomas que o paciente apresenta.

Nesse tipo de doença, o paciente pode ter o seu quadro clínico agravado bem rapidamente, sendo capaz de levar a choque e morte em apenas 24 horas.

Identificando o Aedes aegypti (Mosquito da Dengue)

O Aedes aegypti é o mosquito transmissor da Dengue, da Zika, Febre Amarela e da Chikungunya. Ele se parece bastante com o pernilongo.

Porém, com algumas características diferentes. Ele possui listras brancas e pretas, além de alguns hábitos incomuns também. Confira abaixo:

  • É mais comum no verão. Por isso, é muito importante usar repelente, redes mosquiteiras nas portas e nas janelas, cortinário e inseticida nas casas.
  • Além disso, o Aedes aegypti também gosta muito de picar nas primeiras horas do dia, e também no fim da tarde. É por isso que a grande maioria das picadas acontecem nesses horários.
  • As regiões mais comumente atingidas pelo mosquito são os pés, as pernas e os cotovelos. Mas as demais áreas do corpo também podem ser picadas.
  • O Aedes egypti possui uma substância em sua saliva que anestesia a região que foi picada. Por isso, muitas das vezes, o indivíduo não sente a picada, pois ela costuma não coçar. Porém, mesmo que sinta a coceira, é impossível distinguir entre a picada de um mosquito da dengue e de um pernilongo comum.

Como Prevenir a Dengue?

Prevenir a Dengue

Prevenir a Dengue

As formas de prevenção da dengue são bem comuns. Para começar, é recomendado usar repelente, pois ele ajuda a reduzir muito as chances de uma picada. Porém, não contribui em nada para evitar a infestação do mosquito. Para isso, são necessárias algumas outras medidas muito importantes e eficazes como, por exemplo:

  • Colocar areia nos pratinhos das plantas para que não se acumule água. E também lavá-los com água, escova e sabão uma vez por semana.
  • Manter desobstruídas as calhas e as caixas d’água bem tampadas.
  • Eliminar todos os recipientes que armazenam água, até mesmo tampa de refrigerante. Manter a casa e o quintal sempre livres desses objetos.
  • As garrafas devem ser mantidas sempre bem armazenadas, com a boca para baixo com tampados.
  • Não jogo lixo em terreno baldio, amarre bem as sacolas e deixe-os sempre longe do alcance de animais.
  • Não deixe de usar inseticida, e demais medidas de proteção coletiva e individual.
Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Notícias

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *