Negociação do Preservativo na Prevenção da Aids

Tema Recorrente

Embora o assunto seja recorrente, nunca é demais lembrar que o uso de preservativos é essencial para a prevenção da transmissão do vírus da Aids.

Porém muitas pessoas e isso inclui jovens, Adolescentes, mulheres mais maduras e senhoras tem a mesma dificuldade em negociar o uso do preservativo com o companheiro.

Muitas delas por motivo de vergonha e outras pelo medo de perderem seus parceiros, se impuserem o uso da camisinha em suas relações sexuais. Seja como for o número de mulheres contaminadas pelo vírus HIV vem crescendo muito nos últimos anos, principalmente naquelas mais maduras acima dos cinquenta anos de idade.

Causa da Dificuldade do Uso de Preservativos

Em mulheres que estão na faixa etária acima de cinquenta anos, a negociação com o parceiro para que ele use preservativo parece ser muito difícil ou inexistente.

camisinha

Causa da Dificuldade do Uso de Preservativos

Segundo especialistas, essa situação é devido ao fato dessas mulheres cresceram sem a tradição de ouvir falar sobre a importância do preservativo.

Na década de noventa o HIV era um vírus associado, por causa do preconceito existente na época, somente a indivíduos homossexuais do sexo masculino, e elas também sofriam preconceito se alguém visse que elas portavam preservativos dentro da bolsa.

Os especialistas ressaltam que nessa idade, os homens mais maduros podem apresentar disfunção erétil e o uso do preservativo pode dificultar o ato sexual, por isso eles não usam a proteção e suas parceiras, por constrangimento também não usam.

Além disso há o fato de muitas mulheres nessa faixa etária dependerem economicamente de seus companheiros, o que torna difícil para elas se imporem quanto ao uso de preservativos. Para muitas delas o fato de não usar camisinha ainda é um sinal de confiança entre o casal.

Sexo Após os Cinquenta Anos

Muitas pessoas tem um a idéia estigmatizada sobre como é o ato sexual entre pessoas com mais de cinquenta anos de idade. De acordo com especialistas, pode ocorrer alteração na prática das relações sexuais, porém isso não quer dizer que as mulheres não façam mais sexo após essa idade.

Uma pesquisa feita em Nova York na Universidade Columbia, feita em mais de mil e duzentas mulheres na faixa etária de mais de cinquenta anos obteve a informação que mais setenta por cento das participantes disseram que fizeram sexo.

Somente quinze por cento delas fizeram uso do preservativo na hora da relação.

Estereótipo das Mulheres Maduras

De acordo com os especialistas, a população brasileira em geral apresenta o estereótipo de que pessoas com mais de cinquenta anos não fazem mais sexo, principalmente as mulheres e isso tem contribuído cada vez mais para a transmissão do vírus HIV nesse grupo.

Para alguns pesquisadores os profissionais que atendem as mulheres em seus consultórios como cardiologistas, ginecologistas ou psiquiatras, deveriam obter mais informações sobre a vida sexual dessa parcela da população, identificando possíveis comportamentos de risco,e fazendo um diagnóstico precoce que poderia salvar muitas mulheres maduras contaminadas pela Aids.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *