Neuroses e Psicoses: Entenda a Diferença

A mente humana traz um mundo de possibilidades e de pensamentos mas nem sempre, estes andam na linha em que desejados, de acordo com o contexto social e as convenções da sociedade e quando isso acontece algumas doenças podem aparecer, caso das neuroses e psicoses.

Entenda Melhor

Entenda Melhor

O Que São Neuroses?

A grosso modo, algumas pessoas costumam diferenciar neuroses e psicoses como a primeira sendo apenas um descontrole mental temporário e a segunda uma doença de fato e que precisa de ajuda de um médico. Os neuróticos são pessoas que possuem neuroses que podem ser de tipos diversos. Na maior parte das vezes as pessoas se dizem neuróticas mas não são, não sabem ao menos o que é ser uma pessoa neurótica.

A neurose pode ser classificada apenas com um desequilíbrio temporário, algo que é mental mas que a pessoa sabe o que está fazendo e como está fazendo. Por ser algo que o ser possui consciência do que está fazendo na maior parte dos casos é considerada leve e por isso ignorada em ter uma necessidade de tratamento.

Podem aparecer neuroses em diversos setores do comportamento da pessoa. Algumas são neuróticas por estarem sendo traídas, outras por limpeza, mas todas possuem uma causa em seu subconsciente que devem ser investigadas e por um profissional para que possam ser tratadas.

Sintomas da Neurose

O sintomas da neurose são simples de serem identificados mas como são comuns ao comportamento humano acabam passando desapercebidos no geral. A maior parte das pessoas com neurose possuem uma insatisfação com sua forma de vida, algumas manias que podem ser diversas como apenas tomar banho de sandália, ou apenas tomar água com um copo branco.

É comum que pessoas que tenham neuroses tenham problemas sexuais sérios e que não consigam se satisfazer sexualmente. Algumas possuem problemas em se relacionar com os outros porque estes não entendem a sua neurose e por isso mentem bastante, para encobrir um problema que sabem o que é problema mas infelizmente não conseguem controlar.

De acordo com o tipo de neurose os sintomas podem ser mais graves como medo de sair de casa, depressão e ainda problemas de alimentação. Tudo depende do seu medo.

Imagem de Amostra do You Tube

Tipos de Neuroses

O tipo mais comum de neurose é o TOC, transtorno obsessivo compulsivo que se caracteriza por movimentos ou atitudes repetitivas para cometer algum ato. Na maior parte das vezes ela começa por algum medo, problema ou para esconder algum fato passado ou ainda para quem deseja esconder um grande problema de comportamento com outro.

Apesar de parecerem simples, os tocs podem causar sérios problemas nos casos mais graves. Algumas pessoas não entram em prédios que não tenham tapete ou não comem antes de lavar as mãos mais de 20 vezes ou ainda só entram em casas com números pares. Há diversos níveis de neuroses e estas podem ser tratadas com profissionais de saúde mental como terapeutas.

Tratamento Para Neuroses

O melhor a fazer quando se encontra um paciente com neuroses é levá-lo para um tratamento com terapia em algum terapeuta, que é um médico e pode receitar um medicamento. Como é um problema mental na maior parte das vezes apenas investigar a causa de um problema pode ser importante para a cura.

As causas podem ser íntimas e relacionadas com a infância e por isso o tratamento precisa ser mais profundo e com mais cuidado. O ideal é que se comece a tratar aos primeiros sintomas porque os casos mais graves são mais lentos e causam mais problemas.

Saiba Mais

Saiba Mais

O Que São Psicoses?

Se pudermos medir em uma balança as psicoses com certeza são bem mais graves porque o ser que tem este problema não sabe de fato o que está fazendo. É como se a mente não governasse o estado psicótico e por isso quem comete atos ilegais neste estado deve ser tratado como um doente.

Quando alguém está com uma psicose sua mente funciona de forma diferente, não pensa como uma pessoa normal e por isso a doença é bem mais grave que as outras. E, ao contrário das neuroses, não há cura para uma psicose.

Imagem de Amostra do You Tube

Sintomas das Psicoses

É bem mais simples saber quando uma pessoa está com psicose se conhece ela no dia a dia, assim notará a diferença quando ela está fora de si e em seu juízo normal. Uma boa parte dos psicóticos, ao menos em seu estado inicial, mantém a lucidez sobre seus atos e se perde em sua mente apenas por alguns momentos mas, com o passar dos anos, se torna constante e a perda da realidade pode ser total em casos graves.

Os principais sintomas das psicoses são depressão, insatisfação diante do mundo, insatisfação sexual, dores de cabeça no começo e comportamentos estranhos, sem nexo como que está acontecendo naquele momento e por isso, se nota fácil que o paciente apresenta algum problema.

As causas das psicoses podem ser diversas. As mais comuns são traumas fortes que levam a pessoa a não encarar a realidade, fogem do que estão vendo como morte da família, alguém próximo ou abusos sexuais na infância. A mente, por meio da ilusão, proporciona uma fuga da dor do real que é bem útil para quem não quer reviver a dor do presente.

As Principais Psicoses

A psicose mais conhecida é o transtorno bipolar, em que a alteração da realidade é tão rápida que assusta as pessoas presentes. O bipolar pode estar animado em um momento mas totalmente depressivo em outro e, infelizmente, não há cura. Essa é uma psicose muito conhecida porque as pessoas acreditam que todos que se irritam fácil são bipolares, o que é um tremendo engano. Uma pessoa bipolar apresenta comportamentos tão díspares e sem tratamento ou medicação com o tempo ficam com os mais agressivos.

As síndromes como esquizofrenia, autismo e outras semelhantes também são graves e todas são tratadas com medicamento mas infelizmente não possuem cura. São doenças que podem ser controladas mas em alguns casos a fuga da realidade é tão grande que é preciso um tratamento com isolamento social para garantir que o doente não se fira ou a alguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>