Trombose

O Que é Trombose Arterial?

A Trombose Venosa Profunda (TVP) é conhecida como trombose e consiste basicamente na formação de um coágulo sanguíneo em uma ou mais veias da parte inferior do corpo. O mais comum é que o problema se manifeste nas pernas, saiba mais sobre a doença e como prevenir a mesma.

Trombose

Trombose

As Causas da Trombose

O problema, conhecido como trombose, aparece quando um coágulo sanguíneo se forma em uma ou em mais veias de grande porte nas pernas. A formação do coágulo cria um bloqueio que impede o fluxo do sangue e com isso causa muita dor e inchaço.

Contudo, a situação é mais grave quando o coágulo se solta e começa a se movimentar através da corrente sanguínea. Esse processo é chamado de embolia. Para se ter uma ideia da gravidade uma embolia pode ficar presa nos pulmões, cérebros, coração ou outra parte causando lesões sérias e levando até mesmo a morte.

Fatores de Risco da Trombose

Conheça alguns dos fatores que podem contribuir para o surgimento de trombose.

Ficar Sentado por Muito Tempo

Um dos principais fatores de risco dessa doença é permanecer muito tempo sentado. Quando se fica por um tempo prolongado na mesma posição como numa viagem de carro ou de avião se passa por um processo de contração dos músculos da panturrilha o que faz com que a circulação do sangue se torne mais difícil.

Fator Genético

Existem casos de famílias que possuem em seu sangue uma desordem que abre caminho mais facilmente para a trombose, essa desordem se chama hipercoagulabilidade. Em geral a hereditariedade não é motivo de preocupação, apenas se torna um problema se houver a conjunção com outro fator de risco.

Muito Tempo Deitado

A trombose pode surgir depois de passar muito tempo deitado ou em repouso como, por exemplo, casos de pessoas que ficam internadas no hospital por um longo período.

Veias

Quando as veias passam por algum machucado ou quando uma cirurgia compromete o bom fluxo de sangue aumentam as chances de ter um coágulo. Normalmente é aplicada uma anestesia antes de procedimentos de cirurgias que dilatam as veias o que torna mais fácil a sua coagulação.

Gravidez

A gestação faz com que aumente a pressão que é feita sobre as veias das pernas e da pélvis, contudo, somente isso não é um problema. A dificuldade surge quando a gestante possui suscetibilidade genética para a coagulação sanguínea. Vale ressaltar ainda que o risco ainda se mantém por pelo menos seis semanas depois do parto.

Câncer

Tem alguns tipos de câncer e tratamentos para os mesmos que aumentam as substâncias que facilitam a coagulação na corrente sanguínea.

Infecções Gastrointestinais

Também representam um fator de risco em especial nos casos de colites ulcerosas.

Coração

Quando o coração está comprometido por insuficiência cardíaca se deve ter atenção redobrada, pois o órgão fraco não consegue bombear a mesma quantidade de sangue que seria bombeada por um coração saudável. Isso aumenta os riscos de que haja coagulação.

Pílulas e Hormônios

Um grande risco para as mulheres está nas pílulas anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal que podem acarretar em trombose em especial quando tem ligação com o tabagismo.

Marcapasso

Quem faz uso de marcapasso e cateter nas veias também tem um risco maior uma vez que há irritação nos vasos sanguíneos o que pode reduzir o fluxo de sangue.

Reincidência

Um paciente que já teve trombose ou embolia pulmonar também tem mais riscos de desenvolver a doença.

Obesidade

Esse é um fator de complicação da saúde e pode aumentar as chances de desenvolver trombose devido ao excesso de peso e acúmulo de gorduras localizadas que fazem mais pressão sobre as veias o que complica a passagem de sangue em especial nos vasos das pernas e da pélvis.

Tabagismo

Um péssimo hábito para a saúde pode causar vários danos a circulação de sangue o que torna mais fácil que aconteça a coagulação.

Idade

A idade também pesa como fator de risco já que uma pessoa com mais de 60 anos de idade tem mais propensão a ter trombose do que uma pessoa jovem. Mas, isso não quer dizer que pessoas mais jovens não desenvolvem trombose.

Excesso de Glóbulos Sanguíneos

Quando a pessoa tem excesso de produção de glóbulos sanguíneos pela medula óssea (policitemia vera) o sangue se torna mais denso e circula mais lentamente do que o normal o que torna mais fácil a formação a de coágulos.

Sintomas de Trombose

A trombose é uma doença silenciosa para a maior parte dos pacientes, pois pode ser assintomática. Porém, em algumas pessoas a doença apresenta alguns sintomas que são:

  • Dores nas pernas – As dores se concentram principalmente nas panturrilhas, pode ser que os pés e tornozelos doam também.
  • Sensação de queimação – A região afetada pela trombose passa a apresentar uma sensação de estar queimando.
  • Cor da Pele – A região afetada pela doença pode ter a cor da pele afetada, pode ficar vermelha ou azul.
  • Edema – A região afetada pode ficar inchada.

Como Prevenir Trombose Arterial

Sabia que prevenir a trombose arterial é bem mais fácil do que ter que tratá-la? Confira abaixo algumas dicas de medidas importantes.

Anticoagulantes

Os pacientes que irão se submeter a uma cirurgia de grande porte devem ficar atentos aos anticoagulantes receitados pelo médico. Em geral os médicos receitam esse tipo de medicamento pelo fato de que a coagulação resultante do procedimento pode contribuir para o desenvolvimento de trombose.

Visitas ao Médico

Mesmo que você nunca tenha tido nenhum problema de saúde deve ter o hábito de visitar o seu médico com frequência para saber que está tudo bem.

Exercícios Físicos

Mantenha o hábito de fazer exercícios físicos com regularidade e não fique muito tempo sentado sem mexer as suas pernas.

Vida Saudável

Para evitar alguns dos fatores de risco da doença é interessante evitar o sobrepeso, o tabagismo, consumir alimentos que sejam gordurosos entre outros. Observe os seus hábitos e tente eliminar da sua rotina o que te faz mal, lembre-se que a sua saúde vem sempre em primeiro lugar.

 

É uma doença perigosa pois é resultado da formação aguada de um coágulo nas partes mais profundas das veias das pernas, que quando diagnosticada tardiamente podem incapacitar o indivíduo e em alguns casos levar até o óbito. Num dos países mais desenvolvidos do mundo, os Estados Unidos, há registros de 600 mil casos anuais com 80 mil óbitos.

Profunda

Sinais da Trombose

Geralmente os sinais da trombose aparecem em uma das pernas, localizada na região da panturrilha (a chamada batata das pernas) onde uma sintomática clínica geralmente aparece com dor, inchaço e uma intensa vermelhidão na coxa ou na perna. Outros sinais de trombose que denotam uma maior gravidade da situação é quando há uma elevação de temperatura e a rigidez dos músculos, onde deve ser procurado rapidamente um profissional de saúde para fazer o tratamento adequado, sob pena de reverter para uma embolia pulmonar.

Consequência Fatal

A trombose em si não é uma doença que mata o indivíduo e sim a consequência que ela traz para o indivíduo que é a embolia pulmonar. Essa consequência ocorre devido ao desprendimento do coágulo das área venosas da perna, subindo faz a obstrução dos vasos sanguíneos dos pulmões, causando falta de ar, arritimia cardíaca a diminuição vertiginosa da pressão arterial, e por fim, o inevitável óbito.

Venosa

Doença Traiçoeira

Devido a não causar alarde enquanto está na sua fase inicial, a trombose é uma doença que geralmente é diagnosticada apenas quando há alguma complicação mais séria da doença, e nem sempre é possível fazer um tratamento adequado quando a situação é grava, chegando casos em que o melhor a fazer é cortar o mal pela raiz e amputar a região afetada. Segundo a Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, o importante para que este quadro seja revertido é o lançamento de campanhas de conscientização e informação da população em geral, pois há um perfil identificado do grupo de risco que pode ser acometido pela Trombose e se essas pessoas passarem pela informação ao invés de ir ao médico apenas quando está no estágio final da doença, os números seriam bem melhores.

Fatores de Risco

A trombose é uma doença que acomete as pessoas geralmente após o passar dos 40 anos, com sua incidência sendo aumentada cada vez mais com o passar dos anos. As pessoas com varizes e que geralmente são obesas têm propensão enorme a este tipo de problema. Outro fator que influi negativamente na conta da trombose é a hereditariedade e complicações quanto à coagulação do sangue, pois qualquer anormalidade nesse sentido pode provocar o início da doença.

Trombose

Síndrome de Viajante

É curioso perceber que grande parte das pessoas vítimas da doença são pessoas que submetem os membros inferiores a um grande estresse, como longos períodos sentado numa posição pouco confortável, como a classe econômica dos aviões. Devido a essa peculiaridade, a trombose ficou conhecida neste ponto como Síndrome da Classe Econômica.


Categoria(s) do artigo:
Doenças

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *