Soluções Para as Dores na Coluna

Dor na coluna não é ‘privilégio’ de pessoas mais velhas, todos estão sujeitos a acordar com torcicolo ou mesmo uma dor terrível no final da coluna. Quando se acorda ‘travado’ é natural bater aquele desespero de não ter nem ideia de com agir, mas saiba que até mesmo essa situação desagradável tem solução.

O ideal é que as pessoas cuidem bem da sua coluna de forma a evitar esse ‘travamento’, porém, se você já enfrentou o problema deve ter cuidado redobrado. Em geral os casos de dores na coluna têm relação com o uso excessivo do corpo ou mesmo ao sedentarismo ou consciência corporal.

A melhor forma de prevenir as dores na coluna é adotar métodos posturais, fazer alongamentos e praticar esportes. Lembramos que existem casos em que as dores de coluna aparecem devido a problemas ósseos, musculares ou neurológicos que precisam ser investigados a fundo por médicos. Mesmo em casos em que o problema é desencadeado por uma doença tem como princípio o descuido com a estrutura da coluna.

Anatomia da Coluna

Para que fique mais fácil de entender como você pode encontrar soluções para as dores na coluna é interessante conhecer a anatomia da coluna. Compõem a coluna 33 vértebras dentre as quais 7 estão no pescoço, 12 se encontram no tórax, 5 ficam da cintura para baixo e outras 9 estão no final do quadril.

Entre os pequenos ossos da coluna ficam os discos que tem uma função de amortecimento. A união das vértebras e da musculatura paravertebral é feita pelos ligamentos que ajudam a sustentar a coluna e tem a função de tornar possível a realização de movimentos voluntários. Quando alguém diz que está com dor nas costas na verdade está com uma dor em qualquer parte desse mecanismo que compõem a coluna.

Como Agir

Nos casos em que a dor nas costas é passageira e não tem ligação com outros sintomas é possível resolver a questão apenas com um repouso e com alguns analgésicos. Contudo é importante ressaltar que em alguns casos o uso de automedicação pode culminar no agravamento de um problema que poderia ter uma fácil solução. A falta de tratamento adequado pode complicar ainda mais as dores de costas e boa parte dos casos que se tornam crônicos se devem a essa falta de cuidados.

Outro agravante é que as pessoas deixam para procurar pela ajuda médica somente quando as dores chegam num estágio insuportável e de limitação de movimentos. Nesse ponto o problema que começou como uma dor nas costas já evoluiu bastante e tem um tratamento mais complexo.

Dessa forma a grande dica é que ao sentir um mínimo desconforto se procure um médico mesmo que seja para receber dele as medidas preventivas para evitar que o problema se agrave. Nessa consulta o médico irá te perguntar a respeito de casos na família e pode pedir a realização de exames físicos e testes complementares.

Todo Mundo Está Sujeito

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 80% das pessoas sofrerão ao menos uma crise de dor nas costas ao longo da vida e cerca 90% dessas pessoas terão um quadro recorrente. Saiba que aproximadamente 10 milhões de pessoas em todo o país acabam ficando incapacitadas por algum tipo de problema que tem relação a dor nas costas.

Exercícios Que Curam

Para ajudar a aliviar as dores na coluna é indicado começar uma prática de exercícios que são poderosos para esse fim. Esse tratamento com base nos métodos posturais inclui Pilates, Reeducação Postural Global (RPG) e Isostrechting que é um tipo de alongamento.

O foco desses exercícios é trabalhar a musculatura que sustenta a coluna, as costas, abdome e também a área posterior das coxas. A eficácia desses exercícios é comprovada e por isso eles já são empregados no tratamento de dores nas costas. Outros exercícios que ajudam é fazer caminhadas e atividades aquáticas como a hidroginástica que não impactam na coluna.

Para acabar com o problema a dica é fazer todos os dias movimentos de alongamento que ajudem a equilibrar as estruturas da coluna juntamente com o fortalecimento da musculatura e das articulações. A atividade física funciona como um verdadeiro analgésico uma vez que faz o corpo liberar endorfina na circulação. Assim o corpo fica relaxado e existe uma sensação de mais bem-estar.

Cada Corpo Uma Atividade

Para que sejam vistos resultados é necessário que se encontre o exercício ideal para o seu tipo de corpo e estrutura óssea. Os exercícios devem ser adequados com a condição física do praticante. Consulte um especialista para saber quais são as atividades mais indicadas para o seu caso em particular. Se o médico liberar uma determinada atividade física então é possível praticá-la em casa.

Movimente-se

A seguir vamos e ensinar a como fazer alongamento para dar fim a dor nas costas em casa. O melhor é que esse alongamento pode ser feito por pessoas de todas as idades e com variadas capacidades físicas.

Para desempenhar essa atividade você precisará de uma bola específica para isostretchig, a bola deve ter 1 kg e um bastão que tenha 1,30 m de comprimento e 2 cm de diâmetro. Esses itens podem ser encontrados em lojas esportivas e de equipamentos de fisioterapia.

Tempo de Exercícios

A atividade deve ser feita num período entre 10 e 15 minutos e consiste em exercícios de resistência que ativam a musculatura através de movimentos de alongamento. Isso vai ajudar a tornar a sua coluna mais flexível o que preveni lesões. Conforme se adquire resistência é possível ir aumentando de forma gradativa os exercícios.

Se você não consegue ter 20 minutos para se exercitar direto pode compensar fazendo uma série de 10 minutos de manhã e outra a noite umas quatro vezes por semana. O que importa é ter consciência do próprio corpo, pois quem não se cuida acaba tendo vários problemas no futuro.

Como Fazer

Fique em pé, mantenhas as pernas afastadas na largura do quadril e deixe os joelhos semiflexionados. A bola deverá ser encaixada entre os quadríceps que ficam um pouco acima dos joelhos, deixe os braços estendidos ao lado do corpo. Inspire e faça um movimento de contração das coxas de forma a apertar a bola enquanto estende os braços acima da sua cabeça.

Finalize o movimento cruzando as mãos no alto, fique nessa posição por 5 segundos e depois relaxe por mais 5 segundos enquanto expira. Faça novamente o exercício durante pelo menos um minuto.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *