Atividades Físicas para Mulheres com Câncer de Mama

Definição

Atividades Físicas para Mulheres com Câncer de Mama

Atividades Físicas para Mulheres com Câncer de Mama

O termo oncofitness serve de definição para os exercícios combinados de atividade aeróbica e musculação que diminuem o efeito da quimioterapia em mulheres com câncer de mama, melhorando sua qualidade de vida. Várias técnicas são utilizadas atualmente, como tratamentos paliativos, buscando o alívio das dores e dos efeitos desagradáveis nas pessoas submetidas ao tratamento quimioterápico. Porém, quando a medicina não consegue uma solução para o problema, pois nem sempre seus avanços nessa área conseguem melhorar o estado físico do paciente, deve-se tentar encontrar outras alternativas.

Combinação de Exercícios

Segundo especialistas, a combinação de atividades aeróbicas e musculação, pode ajudar na melhora da qualidade de vida da paciente,auxiliando na parte emocional também, principalmente, quando o órgão afetado na mulher é a mama. Segundo profissionais de educação física, que são instrutores de oncofitness, o exercício feito com regularidade, pode reduzir em até vinte por cento dos efeitos do tratamento quimioterápico, pois além de diminuir as dores crônicas e as náuseas, o resultado emocional que provoca nas pacientes é extremamente positivo.

Resgate da Auto-estima

Cuidados

Cuidados

Atualmente a probabilidade de cura do câncer de mama é muito grande. Porém é um processo que exige cuidados e tratamentos, sendo que a maior dificuldade das mulheres, segundo especialistas, é quando elas tem de fazer a mastectomia, pelos prejuízos psicológicos, que a retirada da mama, produz na grande maioria das mulheres, acometidas por esse tipo de enfermidade.A perda de uma imagem corporal positiva,é para algumas mulheres uma conseqüência quase inevitável, favorecendo o surgimento de sentimentos como raiva e desânimo, e doenças como a depressão. Nesse momento caótico em que a paciente se encontra,a musculação e a atividade aeróbica servem para resgatar a auto-estima perdida.

Funcionamento do Treino

Segundo profissionais especializados em atividades físicas, o corpo humano libera uma substância chamada endorfina,que é responsável pela sensação de bem-estar, e também citocina que ajuda no combate de inflamações no organismo.Essas reações fisiológicas corporais,quando a pessoa pratica o treino, é que contribuem para melhorar a condição física das pacientes e a maneira como enfrentam a enfermidade.

A atividade aeróbica, estimula a redução de calorias, e consequentemente auxilia no controle do peso, que é importante no tratamento da doença, além de favorecer o equilíbrio emocional necessário para superar essa etapa de vida, diminuindo a ansiedade, e o possível sentimento de raiva que algumas mulheres possam apresentar.

De acordo com os especialistas, normalmente a mulher perde cerca de dez calorias a cada minuto, três a mais do que se ela fizesse somente musculação. A quimioterapia costuma provocar uma perda de massa óssea e muscular, sendo que o trabalho que é feito com pesos serve como prevenção, para reduzir riscos de quedas e fraturas,melhorando a força e o equilíbrio corporal.

Condicionamento Físico

Objetivo

Objetivo

O Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, possui há cerca de um ano,um trabalho de condicionamento físico dos pacientes, com o objetivo de melhorar o sono e o humor das pessoas. Quando os indivíduos são dignosticados,como portadores da doença, na grande maioria, assumem uma postura mais passiva, sendo nesse caso, a finalidade do treino, auxiliar no combate da fadiga e inatividade, já que os sintomas depressivos são nocivos para a recuperação dos pacientes. Geralmente as mulheres respondem muito bem a esse procedimento, tornando-se mais independentes e ativas.

Cuidados nas Atividades

Segundo médicos oncologistas, esse procedimento deve ser visto com cautela, pois o exercício teve um resultado positivo em mulheres mais jovens, e que foram submetidas a um tratamento quimiotrépico leve, não muito agressivo. As generalizações devem ser evitadas, pois há pacientes com outras enfermidades além do câncer, como diabetes, hipertensão ou obesidade, ou ainda em sessões mais intensas de quimioterapia, sendo por isso necessário, levar-se em consideração a idade, o tipo físico e o avanço da doença.

Porém, os profissionais acham válido o bom condicionamento físico depois do tratamento, pois em alguns obesos, há o acúmulo de substâncias responsáveis pela estimulação dos receptores de células cancerosas das mamas, que com a atividade física há uma redução delas, diminuindo o estímulo sobre a célula afetada, oferecendo uma chance menor de um outro tumor maligno se desenvolver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>